ADI 5644, de autoria da ANADEP, entra em pauta no STF

Article show big c35b5c4dbb3f2e9c

Está na pauta do plenário virtual do Supremo Tribunal Federal (STF), no próximo dia 11 de dezembro, o julgamento da ADI 5644. De autoria da ANADEP, a ADI questiona a Lei Complementar 1.297/2017, do Estado de São Paulo, que vinculou parte do orçamento da Defensoria Pública estadual, correspondente a 40% do Fundo de Assistência Judiciária (FAJ), à prestação de assistência jurídica suplementar por advogados privados. 
 
Para a ANADEP, a norma é inconstitucional por conter vício de iniciativa (foi proposta pelo Executivo, mas a competência seria apenas da Defensoria) e por violar as normas constitucionais que garantem a plena e eficiente oferta de assistência jurídica à população vulnerável e a autonomia das Defensorias Públicas. A Associação Nacional aponta ainda como precedente a ADI 4163, na qual o Plenário do STF reconheceu a autonomia da Defensoria Pública e entendeu que o órgão não estava obrigado a celebrar convênio com a seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) visando à prestação de assistência judiciária.
 
Para tratar do tema, a ANADEP promoveu reunião, nessa quarta-feira (3/12), com a assessoria jurídica, a APADEP e a DPE-SP. As entidades dialogaram sobre as estratégias em relação ao julgamento, como envio de memoriais e ofícios aos ministros da Corte.


Fonte: Ascom ANADEP

Compartilhe:

Outras Notícias

Article show big 59128e9f3bdf4100
Article show big 8929530dba411c4c
Article show big c69a10d655ce93c5