ANADEP vai a Belém debater lançamento da Campanha Nacional 2018

Article show big 197fc528ac988f43

Representantes da Associação Nacional dos Defensores Públicos (ANADEP), da Associação dos Defensores Públicos do Pará (ADPEP) e da Defensoria Pública do Pará (DPE-PA) reuniram-se, na quarta-feira (28/3), para traçar as estratégias de comunicação do lançamento oficial da Campanha Nacional 2018, que será sobre a erradicação do sub-registro. O lançamento será em Belém (PA), no dia 4 de maio – mês alusivo ao Dia da Defensora e do Defensor Público.

A ideia é que a ação ocorra na região do Mercado Ver-o-peso, com atendimentos à população através do Programa Balcão de Direitos – projeto desenvolvido pela Defensoria Pública do Pará que conta com apoio de várias instituições e entidades que orientam o cidadão sobre seus direitos e deveres. O Balcão de Direitos, por exemplo, facilita o acesso aos serviços de emissão de documentos à população dos municípios do interior.

Participaram também do encontro, a diretora de comunicação da ANADEP, Rivana Ricarte; a presidente da ADPEP, Mônica Belém; o vice-presidente da ADPEP, Marcus Vinicius Campos da Silveira Franco; o subdefensor público-geral da DPE-PA, Vladimir Koenig; o coordenador do projeto "Balcão de Direitos", Jucemir Siqueira; a diretora institucional da adpep, Eliana Vasconcelo; a diretora secretária da adpep, Luciana Bringel; e os coordenadores de comunicação Karyne Graziane (ANADEP), Jairo Monteiro (ADPEP) e Gerlando Klinger (DPE-PA).

 

Sobre a Campanha de erradicação do sub-registro:

No Brasil, mais de 3 milhões de pessoas não têm certidão de nascimento. Sem o registro não é possível obter os demais documentos necessários, como carteira de identidade (RG), CPF, título de eleitor e carteira de trabalho. Ter essa documentação básica é fundamental para acessar serviços públicos, participar de programas sociais e garantir seus direitos.

Neste sentido, o principal objetivo da campanha é sensibilizar a população sobre o trabalho da Defensoria que pode ajudar gratuitamente o(a) cidadão(ã) que não tem certidão de nascimento e/ou que precisa fazer algum tipo de alteração em seus documentos oficiais.

A Campanha Nacional 2018 tem como tema Defensoras e Defensores Públicos pelo direito à documentação pessoal: onde existem pessoas, nós enxergamos cidadãos.

Além do lançamento oficial, a ANADEP, Associações Estaduais e Defensorias seguirão um calendário de atividades para ser executado. O chamado maio-verde terá atendimentos à população, sessões solenes em homenagem ao Dia da Defensora e do Defensor, palestras, iluminação de monumentos na cor verde (cor da Defensoria Pública), publicação de artigos na grande imprensa e participação em programas de tv e jornais.

**Atenção**

A equipe de comunicação da ANADEP iniciou na terça-feira (27) o envio das peças da Campanha Nacional 2018. A previsão é que todas as entidades recebam o material até o final da próxima semana, após o feriado da Páscoa. 

O material contém: cartaz, arte para redes sociais (facebook e twitter), banner, banner para site, cartilha, outdoor, busdoor, camiseta e spot para rádio. Além disso será produzido um VT para ser veiculado em emissoras de televisão. 

A ANADEP iniciará a divulgação da Campanha 2018 a partir do dia 9 de abril. Nenhuma entidade pode veicular nenhuma peça antes do dia 9/4. 

Fonte: Ascom Anadep

Compartilhe: