CNJ admite ANADEP como terceira interessada em Ato Normativo que discute a realização de júri por videoconferência

Article show big f63f0f15f0e831b0

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) admitiu, na quinta-feira (6/8), a ANADEP como terceira interessada no ato normativo que pretende autorizar a realização de sessões de julgamento com auxílio de videoconferência no âmbito dos tribunais do júri, durante a pandemia da COVID-19.
 
A ANADEP vê com preocupação a flebilização que vai de encontro aos direitos das pessoas presas. Conforme aponta a Associação Nacional, o tribunal do júri tem um rito e organização peculiar que poderia prejudicar o réu, se realizado virtualmente. 
 
Em julho, o Conselho já determinou a proibição da realização de audiências de custódia por meio virtual e outros atos processuais por meio de videoconferência durante o estado de calamidade.

Fonte: Ascom ANADEP
 

Compartilhe:

Outras Notícias

Article show big 59128e9f3bdf4100
Article show big 8929530dba411c4c
Article show big c69a10d655ce93c5