Entrevista: José Leó Neto, subdefensor-geral

Article show big ff409ec7833de284

José Leó Neto possui um vasto trabalho na área jurídica. Foi assistente jurídico de procurador de Justiça, advogou para a Universidade Tiradentes, assim como para o escritório da instituição, onde também foi coordenador do Curso de Direito. Também foi delegado da Polícia Cível e professor universitário das cadeiras de estágio II, processo civil I e processo penal.

Na Defensoria Pública de Sergipe atuou em diversas comarcas do interior como são Cristóvão, Itabaiana e Estância. Foi ainda defensor auxiliar do Gabinete do órgão.

O novo subdefensor-geral da Defensoria Pública do Estado de Sergipe tomou posse no último dia 28 de novembro e traz como proposta estreitar ainda mais o diálogo entre os membros, servidores e estagiários, para melhor atender a população.

 

ADPESE – O que o levou à decisão de aceitar o cargo de subdefensor geral?

José Leó Neto – Dar continuidade na colaboração com à administração superior.

ADPESE - Qual será o perfil da sua atuação como subdefensor-geral?

JLN - O mesmo de sempre. Aberto a todos e atento aos acontecimentos para buscar sempre oportunidades para a instituição.

ADPESE - Quais são as principais dificuldades da Defensoria?

JLN - Ausência de maior quantidade de membros e servidores.

ADPESE - Quais são as áreas de maior atuação da Defensoria?

JLN – Área cível e criminal.

ADPESE - Qual é a prioridade da sua gestão como sub-defensor?

JLN - Buscar mais projetos de melhoria, fomentar atividades dos núcleos, levantar dados estatísticos sobre gastos com dativos com o objetivo de ampliar numero de defensores e, como diz a lei, atender as designações do Defensor Geral, para juntos desenvolver os projetos da Defensoria Geral.

 

 

 

Compartilhe:

Outras Notícias

Article show big 146b7b4b96748d11
Article show big 0544d060354b609a
Article show big 19423f3343efcb4b