ADPESE fará projetaço, no Teatro Tobias Barreto, para comemorar Dia Nacional da Defensoria Pública

Nesta quarta-feira, 19 de maio, a partir das 19h30, a Associação Nacional das Defensoras e Defensores Públicos (ANADEP), em parceria com as Associações dos estados de  Sergipe, Bahia, Espírito Santo, Rio Grande do Norte, São Paulo e Pará, realizará projeções simultâneas para comemorar o Dia Nacional da Defensoria Pública. A ação também marcará o lançamento da Campanha Nacional “Racismo se combate em todo lugar: Defensoras e Defensores Públicos pela equidade racial". 

No Brasil, as projeções ficaram mais conhecidas durante o isolamento social imposto pela pandemia da COVID-19. A técnica consiste em projetar frases e desenhos nas fachadas de prédios de grandes cidades do Brasil à noite. No caso da ANADEP e das Associações Estaduais serão projetadas frases sobre o Dia da Nacional da Defensoria Pública, a campanha e o acesso à justiça. 

A Defensoria Pública garante acesso à justiça para pessoas que não podem pagar por um advogado ou advogada particular e tem como objetivos a promoção da dignidade humana e a redução das desigualdades humanas. Assim, a Instituição é responsável pela orientação jurídica, a promoção dos direitos humanos e a defesa, em todos os graus, dos direitos individuais e coletivos, de forma integral e gratuita, às pessoas em situações de vulnerabilidades. Por ano, a Instituição realiza cerca de 14 milhões de atendimentos. As principais áreas de atuação são: direito da família, criança e adolescente, acesso à saúde, moradia, direito do consumidor, combate à violência doméstica, e a área criminal. A prestação de serviços à população hipossuficiente ocorre na esfera individual ou coletiva, em todos os ramos do direito, judicial ou extrajudicialmente.

Sobre a campanha: 

A Campanha Nacional “Racismo se combate em todo lugar: Defensoras e Defensores Públicos pela equidade racial" visa fomentar a necessidade de equidade étnico-racial no acesso a direitos e às políticas públicas de pessoas indígenas, negras, quilombolas e povos tradicionais. 

Atualmente, as Defensorias Públicas do Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro e de São Paulo contam com o Núcleo ou Defensoria Especializada para tratar da defesa da igualdade racial. Nas demais Defensorias, os atendimentos são realizados nos Núcleos de Direitos Humanos. A atuação das defensoras e defensores públicos ocorre em diferentes áreas. A maioria dos casos está relacionada com as questões de violência contra a população negra e segurança pública, filtragem racial, gênero e raça, racismo religioso e racismo ambiental.

SERVIÇO DO PROJETAÇO:

Sergipe (ADPESE): Teatro Tobias Barreto
Bahia (ADEP-BA): R. Dr. João Pondé, 385 - Barra
Brasília (ANADEP): Rodoviária (área central de Brasília)
Espírito Santo (ADEPES): Assembleia Legislativa
Rio Grande do Norte (ADPERN): Estádio Arena das Dunas
São Paulo (APADEP): Elevado Presidente João Goulart, Minhocão
Pará (ADPEP): Museu do Estado do Pará
 

Compartilhe:

Outras Notícias